segunda-feira, 3 de maio de 2021

Banco virtual é desenvolvido pelo TRE-BA para disseminar e catalogar boas práticas

Todos os servidores e magistrados poderão contribuir com o Banco de Boas Práticas, preenchendo os dados constantes no “Formulário de Boas Práticas”


Com o propósito de disseminar e catalogar as boas práticas desenvolvidas no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) foi lançada a página “Banco de Boas Práticas”, como resultado do Projeto Estratégico "p1. Melhores Práticas", planejado e desenvolvido ao longo do ciclo estratégico de 2016/2021. Além de disseminar as melhores técnicas de gestão, a ferramenta facilitará o aperfeiçoamento da Governança e Gestão de Pessoas com base nas experiências bem sucedidas e implementadas com resultados positivos pelos servidores e magistrados.

 

Acesse a plataforma 

De acordo com a COPEG, o “Projeto p1. Melhores Práticas” é fruto dos trabalhos desenvolvidos no II Fórum de Planejamento, Estratégia e Gestão e está vinculado aos objetivos estratégicos de " Assegurar a adoção de boas práticas de gestão" e " Promover a melhoria da Governança e Gestão de Pessoas". A criação do banco virtual tem a finalidade de institucionalizar, sistematicamente, boas práticas no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia – TRE-BA, seguindo diretrizes do Poder Judiciário Nacional, promovendo o compartilhamento e socialização do capital intelectual dos servidores do Regional baiano, de modo a estimular a melhoria contínua dos processos de gestão e, consequentemente, dos serviços prestados. 

A instituição de um banco de boas práticas no âmbito do Regional baiano, conforme a analista do TRE-BA Tatiana Andrade Almeida (SESTAT/COPEG/SPL), “viabiliza o uso de uma ferramenta essencial para o conhecimento e disseminação de experiências bem sucedidas que nossos colegas servidores e os magistrados, de certa forma, já adotam ou adotaram em várias situações decorrentes dos desafios diários e que poderão ser úteis e replicadas em outras unidades do Tribunal, de forma a melhorar a gestão e a qualidade dos serviços prestados ao cidadão”, explicou. 

Todos os servidores e magistrados poderão contribuir com o Banco de Boas Práticas, preenchendo os dados constantes no “Formulário de Boas Práticas”, disponível no endereço http://seiforms.tre-ba.jus.br/.  


HS


Nenhum comentário:

Postar um comentário