quarta-feira, 9 de junho de 2021

TRE-BA divulga direcionadores estratégicos para 2021-2026

Missão, visão, valores e atributos do Eleitoral baiano nortearão suas ações nos próximos cinco anos


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) definiu seus direcionadores estratégicos para 2021-2026. A atualização da missão, visão, valores e atributos de valor do Órgão integra o Planejamento Estratégico Institucional (PEI) para os próximos cinco anos e norteará as ações a serem implantadas durante o período.

Conheça os novos direcionadores estratégicos:

Missão – “Garantir a legitimidade do processo eleitoral”. De forma clara e objetiva, define a razão de ser da instituição. No caso do TRE da Bahia, compreende a correta avaliação de quem pode votar e ser votado, a organização e a realização de pleitos seguros e transparentes, além da promoção da cidadania, tudo isso em prol do fortalecimento da democracia.

Visão – “Fortalecer a credibilidade da Justiça Eleitoral, prestando serviço de qualidade e promovendo a cidadania”. A visão sinaliza o que a organização pretende ser ou onde pretende estar num dado período, e qual percepção ou imagem pretende despertar nas instituições e pessoas às quais deve servir.

Valores – “Imparcialidade, Responsabilidade Socioambiental, Segurança e Transparência”. Esse é o conjunto de crenças e princípios que devem orientar os processos e a atuação das pessoas na organização - representam as convicções do TRE-BA e como o órgão espera que todos se comportem.

Atributos de Valor – “Acessibilidade, Agilidade, Credibilidade, Efetividade e Inovação”. São os valores considerados relevantes pela sociedade e que norteiam os serviços prestados pelo Eleitoral baiano. Estes atributos são fundamentais para avaliar o nível de satisfação do público.

Construção participativa

Os direcionadores do novo ciclo estratégico foram validados pelo Conselho de Governança do TRE-BA, após consultas interna e pública, realizadas em abril, e proposta apresentada por gestores em oficina de trabalho.

A formulação do novo PEI segue diretrizes estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na Resolução n.° 325/2020.

Nenhum comentário:

Postar um comentário