sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Residência em TI: TRE-BA realiza novo encontro de ambientação

 Objetivo foi apresentar aos residentes as necessidades do Tribunal, em relação à área da Tecnologia da Informação


O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) realizou, na tarde desta quinta-feira (19/11), o último encontro de ambientação virtual com os integrantes do Projeto Estratégico Residência em TI. O objetivo da reunião foi apresentar aos estudantes as necessidades do Tribunal, em relação à área da Tecnologia da informação. “Agora vão começar as demandas e as unidades vão falar as suas necessidades para que os estudantes avaliem e busquem soluções”, afirmou a secretária de Tecnologia da Informação (STI) do TRE-BA, Luciana Fonseca. 

Além da STI, participaram da reunião, os gestores da Secretaria de Planejamento de Estratégia e de Eleições (SPL); da Coordenadoria de Planejamento, Estratégia e Gestão (COPEG); da Seção de Atendimento ao Cliente (SEACLI); e da Ouvidoria do TRE-BA. 

Na ocasião, o vice-presidente e Corregedor do TRE-BA, desembargador Roberto Maynard Frank, ressaltou a importância do projeto para a Justiça Eleitoral, principalmente, ao dar oportunidade aos estudantes bolsistas e aos servidores da Casa. “Tanto no presente como no futuro, o caminho de toda instituição, especialmente o Tribunal Regional Eleitoral, é investir em tecnologia e especialização. Parabenizo a Presidência desse Tribunal que está sempre um passo a frente”. 

Para o secretário de Planejamento de Estratégia e de Eleições, Maurício Amaral,  umas das prioridades, hoje, do Tribunal é ter um portal de BI “funcional e inteligente”, que apresente informações relevantes. “A Justiça Eleitoral deu um passo gigantesco, como se estivéssemos saltando a lua, quando introduziu a urna eletrônica. Até hoje a gente consegue fazer uma eleição graças a essa urna eletrônica e é motivo de orgulho a toda sociedade. Porém, do ponto de vista administrativo, a gente tem muitas carências e pendências de iniciativa de tecnologia”. 

Segundo a coordenadora de Planejamento de Estratégia e Gestão (COPEG), Luciana Bichara, os residentes poderão buscar soluções que melhorem e facilitem o acesso às informações. “Além da questão de auxiliar a Administração, tem a questão da transparência, que deve estar da melhor forma possível para a sociedade, não só no aspecto visual”. 

O Projeto Estratégico Residência em TI é fruto de uma parceria com a Universidade Federal da Bahia e visa incentivar a especialização de estudantes bolsistas e servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TRE-BA a desenvolver competências para o planejamento e o desenvolvimento de soluções de software para o Tribunal. 


TF

Nenhum comentário:

Postar um comentário