sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Nota de esclarecimento sobre envio de dados da apuração para empresas jornalísticas

Os arquivos para divulgação de resultados, disponibilizados a empresas jornalísticas, são os mesmos do site de resultados acessíveis por qualquer cidadão


O Tribunal Superior Eleitoral esclarece que é falsa a informação que circula em redes sociais de que as empresas jornalísticas conseguiram exibir dados da apuração referentes ao primeiro turno da votação (15/11) antes de outras pessoas.

Os arquivos para divulgação de resultados, disponibilizados a empresas jornalísticas, são os mesmos do site de resultados acessíveis por qualquer cidadão e são liberados somente após o TSE totalizar (somar) os votos. Esses arquivos são remetidos por meio de uma rede de distribuição chamada CDN, que replica o site de resultados para impedir sobrecarga e garantir que mais pessoas tenham acesso.

A única forma de se obter um resultado antecipado ao do TSE é acessar os boletins de urna que são impressos após a votação e tornados públicos em todas as seções.

No último domingo, devido à lentidão enfrentada na divulgação pelo site - como reflexo do atraso na totalização dos resultados -, o TSE disponibilizou acesso ao sistema interno de contagem de votos em um telão no Centro de Divulgação das Eleições (CDE), no térreo do prédio do tribunal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário