segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Eleições 2020: TRE-BA realiza simulação dos protocolos de segurança das juntas eleitorais

Dramatização foi coordenada pela chefe de cartório da 14ª Zona Eleitoral, Silvana Caldas


Com o propósito de mostrar à sociedade e à imprensa como funcionarão os protocolos de segurança que as Juntas Eleitorais adotarão nas Eleições Municipais 2020 (15 de novembro), o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) realizou, nesta segunda-feira (2/11), simulação. A ação foi coordenada pela chefe de cartório da 14ª Zona Eleitoral, Silvana Caldas.

A chefe de cartório considera a simulação muito importante para mostrar as diferenças do trabalho da seção e da junta. “Na seção, o mesário terá um kit de proteção individual, como o protetor facial, máscara e álcool gel. Porém, na junta será diferente, pois, além desses equipamentos, será obrigatório o uso da luva. Então, ao contrário do mesário, que precisará higienizar, a todo o momento, as mãos com álcool, a junta não poderá adotar esse procedimento. Assim, o pessoal da junta, que é um grupo menor, vai usar a luva para manusear a documentação, devido à fragilidade dos documentos, que se tocado com álcool se deterioram”, explicou Silvana.

Toda Zona Eleitoral tem uma junta, órgão responsável por fiscalizar a apuração da votação enquanto ocorre a votação nas seções. A junta é instalada às 17h, no encerramento do pleito para receber os documentos das seções daquela zona e acompanhar a totalização dos votos.

Nas cidades com mais de uma zona, além das juntas comuns, há também a junta totalizadora. Na capital, a responsável será a 12ª ZE, porque a junta é sempre presidida pelo juiz eleitoral mais antigo.

HS

Nenhum comentário:

Postar um comentário