quarta-feira, 21 de outubro de 2020

“Essa medalha é um estímulo não apenas para nós, mas para todos os mesários”

A voluntária Veruska Bittencourt, da 14ª ZE, será condecorada junto com outros quatro mesários com a Medalha do Mérito Eleitoral; cerimônia conduzida pelo presidente do TRE-BA será no dia 29/10


A economista Veruska Bittencourt, 37 anos, vem refletindo sobre as Eleições Municipais de 2020 com a certeza do desafio. Apesar disso, ela se diz otimista e disposta para atuar como mesária em mais um pleito. Como reconhecimento a esse trabalho, Veruska receberá do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia a Medalha do Mérito Eleitoral. A cerimônia acontecerá no próximo dia 29/10, às 15h, na sede do TRE-BA, em Salvador. 

Cinco mesários serão condecorados pelo presidente do Regional baiano, desembargador Jatahy Júnior, de quem partiu a ideia. O objetivo, ele explica, é reconhecer os serviços prestados à Justiça Eleitoral e incentivar quem estará na linha de frente do pleito de 2020, realizado em meio à pandemia de coronavírus. “Serão cinco homenageados, mas que representam todos os outros”, ressalta o presidente. 

Veruska, que trabalha como assistente fiscal tributária, é mesária na 14ª zona eleitoral, em Salvador. Desde 2012, ela é voluntária da Justiça Eleitoral e acredita que contribuir com a sociedade é uma forma de reafirmar a sua cidadania. “Vai ser um desafio, sim, principalmente por conta da população, que ainda está se adaptando a tudo isso que estamos vivendo”. Sobre o reconhecimento, ela afirma: “Será algo que estimulará a não só mim, mas outras pessoas”. 

A chefe de cartório da 14ª ZE, Silvana Caldas, destaca que a atuação dos mesários, essencial para a realização de qualquer eleição, será ainda mais relevante em um ano de pandemia. A servidora ressalta que, em 2020, o TRE-BA enfrentou o desafio de muitas escolas que são locais de votação estarem fechadas, além da greve dos Correios, o que dificultou o recrutamento dos mesários. 

“Diante de tudo isso poder contar com voluntários como Veruska, que toparam encarar o desafio conosco e não nos deixaram na mão nesse momento tão difícil é fenomenal”, afirma Silvana. A chefe da 14ª lembra que ainda é possível se voluntariar como mesário, uma vez que o TRE-BA precisa ter um cadastro reserva, para acessar quando a substituição for necessária. 

Medalha do Mérito Eleitoral da Bahia 

Medalha do Mérito Eleitoral da Bahia é oferecida àqueles que tenham contribuído destacadamente para o engrandecimento, eficiência e respeitabilidade da Justiça Eleitoral do estado e do país. 


Seja mesário também 

Para atuar como mesário, o eleitor deve ser maior de 18 anos e estar em situação regular com a Justiça Eleitoral. Entre as exceções, estão candidatos e parentes, até o segundo grau, ainda que por afinidade, inclusive o cônjuge; membros de diretórios de partidos políticos com função executiva; autoridades, agentes policiais e funcionários no desempenho de funções de confiança do Executivo, além de funcionários do serviço eleitoral. 

Este não é um trabalho remunerado. O mesário recebe auxílio-alimentação no 1º turno e, se houver, no 2º turno das eleições, e tem direito a: dois dias de folga para cada dia trabalhado na função; dois dias de folga para cada dia de treinamento oferecido pela Justiça Eleitoral; certificado dos serviços prestados à Justiça Eleitoral; e preferência no desempate em concursos públicos (desde que previsto em edital). Para universitários de instituições conveniadas, as horas trabalhadas valem como atividade extracurricular. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário