quinta-feira, 23 de julho de 2020

Justiça Eleitoral está atenta para coibir abusos, afirma juiz ouvidor do TRE-BA

Freddy Pitta Lima falou sobre a função da Ouvidoria nas Eleições Municipais e como o eleitor pode buscar o auxílio do órgão para diversos esclarecimentos


Desde as Eleições de 2018, a Justiça Eleitoral vem desenvolvendo ações para enfrentar o fenômeno da desinformação e tem o papel de garantir que o eleitor tenha acesso a informações confiáveis para a escolha dos seus representantes. A discussão sobre esse tema foi levantada pelo juiz ouvidor do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Freddy Pitta Lima, durante live realizada nesta quarta-feira (22/7), no Instagram do Eleitoral baiano. O bate-papo foi mediado pelo professor de direito e analista judiciário, Jaime Barreiros Neto. 


Ao ser questionado sobre a onda das fake news, o juiz falou sobre as dificuldades de tentar frear essa prática no Brasil e destacou os esforços da Justiça Eleitoral para educar o cidadão acerca do tema. “Por mais que você coíba, é impossível acabar, pois a pessoa pode abrir uma plataforma fora do país e transmitir de lá a informação. Nós não temos uma barreira para filtrar, mas dentro disso temos que alertar o cidadão. O Justiça Eleitoral tem que fazer trabalho preventivo, de alerta, de conscientização da população para não espalhar este tipo de notícia”, afirmou Pitta Lima. 

O juiz falou sobre a função da Ouvidoria nas Eleições Municipais e como o eleitor pode buscar o auxílio do órgão para diversos esclarecimentos. “A ouvidoria tem o papel de fazer o cidadão se relacionar diretamente com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia. Pode fazer sugestões, reclamações, denúncia da forma mais simples, através do site do TRE-BA”. 

Vale ressaltar também que a Justiça Eleitoral mantém uma página online, intitulada “Fato ou Boato?”, disponível no endereço eletrônico: http://www.justicaeleitoral.jus.br/fato-ou-boato/#. O site reúne informações sobre como checar conteúdos enganosos, mitos eleitorais, Fake News e ainda sobre as receitas e despesas dos candidatos, se há alguma pendência do político com a Justiça e um contexto sobre o histórico do candidato escolhido na pesquisa. 

Eleições 2020 

Além das Fake News, o juiz Freddy Pitta Lima também comentou sobre a atuação do TRE-BA nos julgamentos de processos relacionados a abuso de poder econômico. De acordo com o magistrado, o Eleitoral terá alta demanda. “Prevejo muitas representações. Vamos ter muito trabalho, tanto do TRE-BA quanto dos juízes eleitorais para que sejam apurados e esclarecidos esses fatos de abuso poder político econômico”. 

O juiz comentou, ainda, sobre propaganda eleitoral, as condutas vedadas durante o período de pré-campanha e financiamento público. De acordo com o magistrado, a Justiça Eleitoral e a sociedade devem estar atentas. “A Justiça Eleitoral é muito atuante para coibir qualquer tipo de abuso e tornar as eleições equilibradas”. 

A exclusão da identificação biométrica no dia da votação também foi debatida durante a entrevista. Na avaliação do juiz Freddy Pitta Lima, a solução tomada pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso foi prudente. “Uma decisão acertada, nada mais prudente, diante da pandemia, para a segurança do eleitor do que suspender a biometria”. 

TF

Nenhum comentário:

Postar um comentário