segunda-feira, 8 de junho de 2020

TRE-BA alcança mais de 300 mil interações nas redes sociais durante a pandemia

Por conta do confinamento, imposto pelo combate ao coronavírus, Eleitoral baiano intensificou atuação nas redes sociais e ampliou a interação com o público

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) alcançou mais de 300 mil interações em suas redes sociais desde que passou a atuar em plantão extraordinário por conta do novo coronavírus, em 17 de março. O número considera a soma de seguidores alcançados com publicações no Instagram, Twitter e Facebook. 

O dado reflete o trabalho do TRE-BA nas redes sociais entre os últimos dias 17 de março e 3 de junho. Nesse período, o Eleitoral baiano intensificou o número de postagens diárias para ampliar a comunicação com o público e garantir a divulgação sobre o funcionamento do órgão em ano de pandemia e eleições municipais. 

Ao intensificar o número de postagens, o Tribunal também conquistou mais seguidores nas redes sociais. No Instagram foram 2.564 novas pessoas, passando a somar 20 mil seguidores. No Twitter, 196 novos perfis passaram a seguir o TRE-BA, somando 3.704 contas. Já no Facebook, 656 novos perfis começaram a acompanhar o trabalho do TRE-BA, totalizando 21.551 seguidores. Em quase três meses, o TRE-BA publicou 676 vezes, entre posts e stories nas três redes. 

Mais perto do eleitor 

De acordo com a estudante de relações sociais Juliana Boaventura, que integra a equipe responsável pelo gerenciamento de todas as redes do Tribunal, o objetivo da atuação em tempos de quarentena tem sido aproximar os eleitores da Justiça Eleitoral, estabelecendo uma relação de confiança no serviço prestado. “As redes sociais acabam desempenhando um papel fundamental na conscientização dos eleitores, afinal, o voto consciente e a democracia são ainda mais importantes neste ano de crise e de eleições municipais”. 

Entre os temas abordados nas redes sociais, o Eleitoral baiano tem destacado a atuação remota de magistrados, servidores e colaboradores com a campanha #trebanãopara. O objetivo é manter o público informado sobre o funcionamento do órgão durante a quarentena. 

Pelas redes do TRE-BA também é possível ter acesso às estatísticas sobre a prestação jurisdicional. Essas plataformas de comunicação têm sido usadas ainda para instruir eleitores quanto aos serviços online e funcionado como instrumentos no combate à desinformação e às notícias falsas. 

Além de Juliana Boaventura, a equipe de redes sociais é formada pela jornalista Thailine Montalvão, com supervisão do assessor do Eleitoral baiano, Felisberto Bulcão. 

Projetos especiais 

Além das postagens que funcionam como informes mais diretos na prestação de serviço, o TRE-BA também tem usado as redes sociais como veículos que agregam e difundem projetos especiais do Tribunal. Dois deles, em diferentes contextos, podem ser destacados como exemplo de alcance do público. 

O projeto Politiza Mulher, que promoveu o debate sobre a participação feminina na política e no judiciário, realizou uma live na qual a então assessora-chefe de comunicação do Tribunal Superior Eleitoral, Ana Cristina Rosa, entrevistou o presidente do TRE-BA, desembargador Jatahy Júnior. 

Na entrevista ao vivo, realizada no Instagram no dia 14 de maio, a jornalista e o presidente refletiram sobre como o número de mulheres em cargos eletivos ainda é desproporcional ao número de mulheres com título de eleitoras, maioria no estado e no país. A live foi vista por 1.443 pessoas. 

Outro projeto especial do TRE-BA que tem tido destaque nas redes sociais é o “A Mídia e as Eleições”. O seminário, adaptado neste período de pandemia para ambiente on-line por sugestão do desembargador Jatahy Júnior, vem conquistando ampla participação do público 

Desde o dia 18 de maio, 6.231 pessoas já assistiram as videoaulas do seminário online, disponibilizadas no Instagram e Youtube. Todo o conteúdo também pode ser acessado no hotsite do projeto.

CB

Nenhum comentário:

Postar um comentário