terça-feira, 12 de maio de 2020

Conclusão da biometria e trabalho remoto da Justiça Eleitoral estão na 3ª edição da Revista do TRE-BA

Disponível na internet e distribuída para tribunais e veículos de comunicação de todo o estado, publicação é lançada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia por meio da Assessoria de Comunicação 




Já está disponível a 3ª edição da Revista do TRE-BA, lançada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia por meio da Assessoria de Comunicação. Em seu terceiro número, a publicação dá destaque à conclusão da biometria, o que fez do Eleitoral o primeiro tribunal de grande porte do Brasil a encerrar a revisão biométrica. A matéria mostra como as iniciativas adotadas pelo Eleitoral baiano aceleraram esse processo, das audiências no interior do estado aos agendamentos feitos por um sistema de 0800 e pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. 


Com início em maio de 2019, a última etapa da revisão biométrica envolveu 281 municípios de 108 zonas eleitorais e foi dividida em duas fases. A primeira – que abrangeu 41 cidades – foi finalizada em 31 de outubro de 2019 e a segunda, em 18 de fevereiro, considerando os 242 municípios restantes. Mais de 2,9 milhões de cidadãos foram convocados pelo TRE-BA para cadastrar as impressões digitais em seus títulos de eleitor. Entre os temas trazidos pela Revista estão ainda duas conquistas inéditas: o Selo Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade e a eleição do desembargador Jatahy Júnior para a gestão do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais. É a primeira vez que um representante da Justiça Eleitoral baiana assume a presidência do Coptrel. 

A Revista destaca ainda as ações do TRE-BA durante a pandemia de coronavírus. Desde o início da quarentena, o Tribunal passou a funcionar de forma remota e manteve as atividades e serviços prestados ao eleitor, seja por meio de sessões itinerantes seja por meio do Título Net. Por meio desse sistema, foi possível que os cidadãos regularizassem a situação com a Justiça Eleitoral sem sair de casa, garantindo o direito de votar nas Eleições Municipais de 2020. 

O editorial é assinado pelo presidente do TRE da Bahia, desembargador Jatahy Júnior. O presidente lembrou que este é um momento de mudanças nas relações sociais, por conta da pandemia do Covid-19. O texto destaca que a tecnologia tem sido uma aliada de primeira hora, dispensando a necessidade de presença física. Na Corte Eleitoral baiana, apesar da suspensão do atendimento presencial, os serviços seguiram sendo prestados, destacou o desembargador. “Não deixamos um momento de servir. Quando olhamos para o nosso lado e vemos alguém que está sempre presente, só podemos estar gratos. Amigos que nos dão palavras de coragem e que lutam para nos ver realizar um trabalho que não pode ser individual, mas coletivo”, escreveu. 

A Revista do TRE-BA traz informações sobre o primeiro quadrimestre de 2020 e está disponível em PDF na internet. Uma versão impressa também será distribuída para os tribunais e principais veículos de imprensa do estado. 

CB

Nenhum comentário:

Postar um comentário