sábado, 1 de outubro de 2016

Votação Paralela: urnas que serão auditadas chegam de helicóptero na capital

Urnas eletrônicas dos municípios de Aracatu, Igrapiúna e Lajedo do Tabocal estiveram entre as cinco que foram sorteados para auditoria; apoio de helicóptero da PM possibilitou chegada mais rápida à capital  


Dentre as cinco urnas eletrônicas sorteadas para a auditoria por votação paralela, três delas estavam localizadas em municípios com distância superior a 300 quilômetros de Salvador: Aracatu, Igrapiúna e Lajedo do Tabocal. Para esses casos, com o objetivo de acelerar a chegada dos equipamentos à capital, a Justiça Eleitoral contou com apoio de helicóptero, cedido pela Polícia Militar da Bahia. As outras duas urnas sorteadas foram de zonas eleitorais de Salvador e do município de Teodoro Sampaio, distante cerca de 90 quilômetros. 

As urnas sorteadas para a votação paralela e transportadas por helicóptero até Salvador foram acompanhadas por servidores do Regional baiano, representantes da segurança institucional, e escolta da Polícia Militar, chegando à capital no final da tarde deste sábado (1º/10). O sorteio dessas urnas aconteceu no início do dia de hoje, 9 horas, e foi acompanhado por profissionais da imprensa, membros do Ministério Público, fiscais de partido e auditores independentes.


A votação paralela é uma auditoria pública da Justiça Eleitoral, que visa confirmar a segurança da urna eletrônica. Consiste numa simulação da Eleição com urnas oficiais, que seriam utilizadas no pleito e que, portanto, já haviam sido alimentadas com lista de candidatos e eleitores respectivos. O procedimento é feito por amostragem e objetiva validar a confiabilidade das máquinas. A auditoria acontece amanhã (2/10 – dia do pleito), das 8 às 17h, no auditório do TRE-BA.

Matéria: Dulce Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário